Carnes bovinas
Carnes suínas
Aves
Carnes Exóticas
Frutos do mar

Notícias

Revista Mens Health – 01.2013

Lanche a bordo na boa!

O Recipiente  “Dê preferência ás caixas térmicas que selam e conservam melhor, depois aos isopores e, por último, às bolsas térmicas – que protegem no máximo por três horas”, diz Débora Flosi, da consultoria de higiene alimentar SOS Cozinha, em São Paulo. Diferentes das bolsas térmicas, caixas e isopores devem ser completadas com gelo. Para isso, alterne camadas de gelo e alimentos. Outra: ao usar um isopor, sele o vão da tampa com uma fita adesiva, para ajudar a reter ar frio.

A embalagem Empacote a comida em sacos plásticos com fecho hermético sem misturar diferentes gêneros (carnes, grãos, doces etc.). “Também embale o gelo para evitar contato da água com o alimento”, afirma Débora. Para isso, há sacos herméticos grandes (com mais de 50 cm de largura por 40 cm de atura). O Gelo reutilizável (gel que esfria e vem em placas sólidas ou bolsas) é outra opção.

O lugar Evite usar o porta-malas. Carregue alimentos num local pouco balanço, sol e calor. Dependendo do carro, o espaço entre o banco do passageiro e o de trás é uma boa. Usar o ar-condicionado (a faixa boa para saúde é entre 23 e 25°C) é uma ajuda extra para evitar temperaturas altas que podem estragar os alimentos.

O churrasco “O Melhor é transportar carne vermelha selada a vácuo e checar s a embalagem está intacta”, destaca Dárcio Lazzarini, sócio proprietário da No Ponto, butique de carne, em São Paulo. E Prefira peças inteiras. “O Tempo de manuseio e corte deixa a carne mais frágil”, acrescenta Lazzarini. Como é difícil encontrar frango embalado a vácuo, use sacos com fechos hermético. Mais: cuidado com peixes. “É uma carne frágil. O melhor é sempre levá-la congelada”, ressalta Débora. Ao levar carnes, atente às dicas do item O recipiente.

O vinho  “Forre o recipiente com gelo embalado em saco plástico, cubra com uma toalha e ponha as garrafas. A Bebida pode não ficar na temperatura ideal (15 a 16°C), mas não sofrerá prejuízo em até 4 horas”, diz Maurício Pereira Costa, Sommelier do Grande Hotel São Pedro, em São Paulo. “Garrafas com rolha de cortiça devem ficar na horizontal. As com tampa de rosca, não”, acrescenta.

A cerveja “Independente do tipo ou se é em lata ou garrafa, ela deve ficar sem luz e com pouco trepidação”, orienta Cilene Saorin, mestre cervejeira e sommelier de cervejas, de São Paulo. Deixe-a na geladeira de um dia para outro, antes da viagem transfira a bebida para uma caixa térmica e coloque gelo suficiente para cobri-la.

01

 

mens health 01.2013